Make your own free website on Tripod.com

Maria no Catecismo da Igreja Católica

MARIA COMO MODELO

1       Modelo de esperança

§ 64       Por meio dos profetas, Deus forma seu povo na esperança da salvação, na expectativa de uma Aliança nova e eterna destinada a todos os homens[fca1] , e que será impressa nos corações[fca2] . Os profetas anunciam uma redenção radical do Povo de Deus, a purificação de todas as suas infidelidades[fca3] , uma salvação que incluirá todas as nações[fca4] . Serão sobretudo os pobres e os humildes do Senhor [fca5] os portadores desta esperança. As mulheres santas como Sara, Rebeca, Raquel, Míriam, Débora, Ana, Judite e Ester mantiveram viva a esperança da salvação de Israel. Delas todas, a figura mais pura é a de Maria[fca6] .

2       Modelo de obediência da fé

§ 144 I. A obediência da fé

              Obedecer ("ob-audire") na fé significa submeter-se livremente à palavra ouvida, visto que sua verdade é garantida por Deus, a própria Verdade. Desta obediência, Abraão é o modelo que a Sagrada Escritura nos propõe, e a Virgem Maria, sua mais perfeita realização.

MARIA "BEM-AVENTURADA A QUE ACREDITOU"

§ 148     A Virgem Maria realiza da maneira mais perfeita a obediência da fé. Na fé, Maria acolheu o anúncio e a promessa trazida pelo anjo Gabriel, acreditando que "nada é impossível a Deus" (Lc 1,37[fca7] ) e dando seu assentimento: "Eu sou a serva do Senhor; faça-se em mim segundo a tua palavra" (Lc 1,38). Isabel a saudou: "Bem-aventurada a que acreditou, pois o que lhe foi dito da parte do Senhor será cumprido" (Lc 1,45). É em virtude desta fé que todas as gerações a proclamarão bem-aventurada[fca8] .

§ 149     Durante toda a sua vida e até sua última provação[fca9] , quando Jesus, seu filho, morreu na cruz, sua fé não vacilou. Maria não deixou de crer "no cumprimento" da Palavra de Deus. Por isso a Igreja venera em Maria a realização mais pura da fé.

§ 494     Ao anúncio de que, sem conhecer homem algum, ela conceberia o Filho do Altíssimo pela virtude do Espírito Santo[a10] , Maria respondeu com a "obediência da [a11] ", certa de que "nada é impossível a Deus": "Eu sou a serva do Senhor, faça-se em mim segundo a tua palavra" (Lc 1,37-38). Assim, dando à Palavra de Deus o seu consentimento, Maria se tomou Mãe de Jesus e, abraçando de todo o coração, sem que nenhum pecado a retivesse, a vontade divina de salvação, entregou-se ela mesma totalmente à pessoa e à obra de seu Filho, para servir, na dependência dele e com Ele, pela graça de Deus, ao Mistério da Redenção[a12] :

              Como diz Santo Irineu, "obedecendo, se fez causa de salvação tanto para si como para todo o gênero humano[a13] ". Do mesmo modo, não poucos antigos Padres dizem com ele: "O nó da desobediência de Eva foi desfeito pela obediência de Maria; o que a virgem Eva ligou pela incredulidade a virgem Maria desligou pela [a14] ”. Comparando Maria com Eva, chamam Maria de "mãe dos viventes" e com freqüência afirmam: "Veio a morte por Eva e a vida por Maria[a15] ”.

3       Modo de oração no “Fiat” e no “Magnificat”

§ 2617   A oração de Maria nos é revelada na aurora da plenitude dos tempos. Antes da Encarnação do Filho de Deus e antes da efusão do Espírito Santo, sua oração coopera de maneira única com o plano benevolente do Pai; na Anunciação para a concepção de Cristo[a16] , em Pentecostes para a formação da Igreja, Corpo de Cristo[a17] . Na fé de sua humilde serva, o Dom de Deus encontra o acolhimento que esperava desde o começo dos tempos. Aquela que o Todo-Poderoso tornou "cheia de graça" responde pela oferenda de todo seu ser: "Eis a serva do Senhor, faça-se em mim segundo tua palavra". Fiat, esta é a oração cristã: ser todo dele porque Ele é todo nosso.

§ 2619   Por isso o cântico de Maria [a18] (o Magnificat latino ou o Megalynário bizantino) é ao mesmo tempo o cântico da Mãe de Deus e o da Igreja, cântico da Filha de Sião e do novo Povo de Deus, cântico de ação de graças pela plenitude de graças distribuídas na Economia da salvação, cântico dos "pobres", cuja esperança é satisfeita pela realização das promessas feitas a nossos pais "em favor de Abraão e de sua descendência para sempre".

4       Modelo de santidade

§ 2030   É em Igreja, em comunhão com todos os batizados, que o cristão realiza sua vocação. Da Igreja recebe a palavra de Deus, que contém os ensinamentos da "lei de Cristo[a19] . Da Igreja recebe a graça dos sacramentos, que o sustenta "no caminho". Da Igreja aprende o exemplo da santidade; reconhece a figura e a fonte (da Igreja) em Maria, a Virgem Santíssima; discerne-a no testemunho autêntico daqueles que a vivem, descobre-a na tradição espiritual e na longa história dos santos que o precederam que a Liturgia celebra no ritmo do Santoral.

5       Modelo de união com o Filho

§ 964     O papel de Maria para com a Igreja é inseparável de sua união com Cristo, decorrendo diretamente dela (dessa união), "Esta união de Maria com seu Filho na obra da salvação manifesta-se desde a hora da concepção virginal de Cristo até sua morte[a20] ." Ela é particularmente manifestada na hora da paixão de Jesus:

              A bem-aventurada Virgem avançou em sua peregrinação de fé, manteve fielmente sua união com o Filho até a cruz, onde esteve de pé não sem desígnio divino, sofreu intensamente junto com seu unigênito. E com ânimo materno se associou a seu sacrifício, consentindo com amor na imolação da vítima ela por gerada. Finalmente, pelo próprio Jesus moribundo na cruz, foi dada como mãe ao discípulo com estas palavras: "Mulher, eis aí teu filho" (Jo 19,26-27[a21] ).

6       Modelo e testemunha da fé

§ 165     É então que devemos nos voltar para as testemunhas da fé: Abraão, que creu, "esperando contra toda esperança" (Rm 4,18); a Virgem Maria, que na "peregrinação a fé[fca22] " foi até a "noite da fé[fca23] ", comungando com o sofrimento de seu Filho e com a noite de seu túmulo [fca24] e tantas outras testemunhas da fé: "Com tal nuvem de testemunhas ao nosso redor, rejeitando todo fardo e o pecado que nos envolve, corramos com perseverança para o certame que nos é proposto, com os olhos fixos naquele que é autor e realizador da fé, Jesus" (Hb 12,1-2).

§ 273     Somente a fé pode aderir aos caminhos misteriosos onipotência de Deus. Esta fé gloria-se de suas fraquezas a fim de atrair sobre si o poder de Cristo.[fca25] ... Desta fé, a Virgem Maria é o modelo supremo, ela que acreditou que "nada impossível a Deus" (Lc 1,37) e que pôde engrandecer o Senhor. "O Todo-Poderoso fez grandes coisas em meu favor, seu nome é Santo" (Lc 1,49).

 

Paulo VI : “Culto à Virgem Maria”

Maria, Mãe de Cristo pelo Espírito Santo

 Culto à Virgem Maria

Igreja e Maria

Maria como Modelo

Maria na Economia da Salvação

Nomes de Maria

 
 

Folha de Apresentação

Qualquer falha constatada avise-nos

 

 


 [fca1] Is 2,2 No final dos tempos, o monte do Templo de Javé estará firmemente plantado no mais alto dos montes, e será mais alto que as colinas. Para lá correrão todas as nações. 3 Para lá irão muitos povos, dizendo: "Venham! Vamos subir à montanha de Javé, vamos ao Templo do Deus de Jacó, para que ele nos mostre seus caminhos, e possamos caminhar em suas veredas". Pois de Sião sairá a lei, e de Jerusalém a palavra de Javé

 [fca2] Jr 31,31 Eis que chegarão dias - oráculo de Javé - em que eu farei uma aliança nova com Israel e Judá: 32 Não será como a aliança que fiz com seus antepassados, quando os peguei pela mão para tirá-los da terra do Egito; aliança que eles quebraram, embora fosse eu o Senhor deles - oráculo de Javé. 33 A aliança que eu farei com Israel depois desses dias é a seguinte - oráculo de Javé: Colocarei minha lei em seu peito e a escreverei em seu coração; eu serei o Deus deles, e eles serão o meu povo. 34 Ninguém mais precisará ensinar seu próximo ou seu irmão, dizendo: "Procure conhecer a Javé". Porque todos, grandes e pequenos, me conhecerão - oráculo de Javé. Pois eu perdôo suas culpas e esqueço seus erros.

Hb 10,16 «Esta é a aliança que vou concluir com eles, depois daqueles dias, - diz o Senhor: Eu colocarei minhas leis em seus corações e as imprimirei na sua mente

1        [fca3] Ez CAPÍTULO TRINTA E SEIS

Vida nova -* 1 "Criatura humana, profetize para os montes de Israel, dizendo: Montes de Israel, escutem a palavra de Javé: 2 Assim diz o Senhor Javé: Seus inimigos disseram contra vocês: 'Viva! Essas montanhas antigas são propriedade nossa'. 3 Pois bem! Profetize, dizendo: Assim diz o Senhor Javé: Vocês foram devastados e perseguidos pelos vizinhos, que queriam torná-los propriedade das outras nações. Vocês se tornaram motivo de boatos e calúnias dos povos. 4 Pois bem, montes de Israel, ouçam a palavra do Senhor Javé! Assim diz o Senhor Javé aos montes, colinas, precipícios, vales, ruínas desertas e cidades abandonadas, entregues ao saque e à caçoada das nações vizinhas. 5 Assim diz o Senhor Javé: Com ciúme ardente, eu falo contra os outros povos e contra Edom. Eles, com alegria no coração e desprezo na alma, tomaram posse de meu país para saqueá-lo.

6 Por isso, profetize à terra de Israel e diga aos montes, colinas, precipícios e vales: Assim diz o Senhor Javé: Eu falo com ciúme e furor: vocês suportaram o insulto das nações. 7 Por isso, assim diz o Senhor Javé: Levanto minha mão e juro que as nações vizinhas terão de suportar sua própria vergonha. 8 Quanto a vocês, montes de Israel, abram seus ramos e produzam frutos para o meu povo Israel, pois ele está para voltar. 9 Eu estou com vocês, agindo em seu favor: vocês serão lavrados e semeados. 10 Multiplicarei seus habitantes, toda a casa de Israel. As cidades serão repovoadas e as ruínas serão reconstruídas. 11 Multiplicarei o povo e seu rebanho. Eles crescerão e serão fecundos. Farei que vocês sejam habitados como antes; a vocês eu darei mais bens do que antigamente. Desse modo, vocês ficarão sabendo que eu sou Javé. 12 Farei com que as pessoas do meu povo Israel tomem posse de vocês. Eles tomarão posse de vocês, e vocês serão para eles uma herança, e eles não voltarão a ficar sem filhos.

13 Assim diz o Senhor Javé: Estão dizendo que você devora as pessoas e deixa a nação sem filhos. 14 Pois bem! Você não voltará a devorar pessoas, nem deixar a nação sem filhos - oráculo do Senhor Javé. 15 Farei com que você nunca mais ouça os insultos das nações, nem sofra a caçoada dos povos, nem volte a deixar a nação sem filhos - oráculo do Senhor Javé".

16 Recebi de Javé a seguinte mensagem: 17 "Criatura humana, a casa de Israel, quando habitava no seu país, o tornou impuro com seu comportamento e suas ações. O comportamento dela para comigo foi como a impureza da mulher que está com regras. 18 Por isso, derramei minha ira sobre eles, por causa do sangue que espalharam no país e por causa dos ídolos com que o contaminaram. 19 Eu os espalhei entre as nações, e eles foram dispersos em países estrangeiros. Julguei-os conforme a conduta e as ações deles. 20 Chegando no meio das nações para onde foram, profanaram o meu nome santo, pois os outros diziam: 'É o povo de Javé! E tiveram que sair da terra deles!' 21 Então me preocupei com o meu nome santo, que a casa de Israel profanou no meio das nações para onde foram. 22 Por isso, diga à casa de Israel: Assim diz o Senhor Javé: Não é por causa de vocês que estou agindo assim, ó casa de Israel, mas por causa do meu nome santo, que vocês profanaram no meio das nações onde foram parar. 23 Vou santificar o meu nome grandioso, que foi profanado entre as nações, porque vocês o profanaram entre elas. Então as nações ficarão sabendo que eu sou Javé - oráculo do Senhor Javé - quando eu mostrar a minha santidade em vocês diante deles. 24 Vou pegar vocês do meio das nações, vou reuni-los de todos os países e levá-los para a sua própria terra. 25 Derramarei sobre vocês uma água pura, e vocês ficarão purificados. Vou purificar vocês de todas as suas imundícies e de todos os seus ídolos. 26 Darei para vocês um coração novo, e colocarei um espírito novo dentro de vocês. Tirarei de vocês o coração de pedra, e lhes darei um coração de carne. 27 Colocarei dentro de vocês o meu espírito, para fazer com que vivam de acordo com os meus estatutos e observem e coloquem em prática as minhas normas. 28 Então vocês habitarão na terra que dei aos seus antepassados: vocês serão o meu povo, e eu serei o Deus de vocês. 29 Livrarei vocês de todas as suas impurezas. Convocarei o trigo e o multiplicarei. Nunca mais vou lhes mandar a fome. 30 Multiplicarei os frutos das árvores e a produção das roças para que vocês não passem mais a vergonha da fome entre as nações. 31 Então vocês se lembrarão de seu comportamento perverso e de suas más ações, e sentirão nojo de si próprios, por causa de suas maldades e abominações. 32 Saibam que não é por causa de vocês que estou fazendo isso - oráculo do Senhor Javé. Fiquem envergonhados e confusos, por causa do seu comportamento, ó casa de Israel.

33 Assim diz o Senhor Javé: Quando eu purificar vocês dos seus pecados, farei com que suas cidades sejam repovoadas e suas ruínas reconstruídas. 34 A terra devastada será de novo cultivada, depois de ter ficado deserta à vista dos transeuntes. 35 Quem passar por aí, dirá: 'Esta terra que estava deserta, agora parece o jardim do paraíso! As cidades que estavam destruídas, arruinadas e demolidas, estão agora habitadas como se fossem fortalezas!' 36 As nações que sobrarem na sua vizinhança ficarão sabendo que eu, Javé, reconstruo o que estava demolido e cultivo de novo o que estava deserto. Eu, Javé, digo e faço.

37 Assim diz o Senhor Javé: Ainda farei isto por eles: Permitirei que a casa de Israel suplique minha intervenção em seu favor. Multiplicarei os homens como rebanho, 38 como rebanho de ovelhas consagradas; como ovelhas em Jerusalém durante a festa, assim se encherão de gente as cidades arrasadas. Então ficarão sabendo que eu sou Javé".

 

 [fca4] Is 49,5 Agora fala Javé, que desde o ventre me formou para ser o seu servo, para eu lhe trazer de volta Jacó e reunir Israel para ele. (Serei glorificado aos olhos de Javé; Deus é a minha força.) 6 Ele diz: "É muito pouco você tornar-se o meu servo, só para reerguer as tribos de Jacó, só para trazer de volta os sobreviventes de Israel. Faço de você uma luz para as nações, para que a minha salvação chegue até os confins da terra". 53,11-Pelas amarguras suportadas, ele verá a luz e ficará saciado. Pelo seu conhecimento, o meu servo justo devolverá a muitos a verdadeira justiça, pois carregou o crime deles.

 [fca5] Sf 2,3 Procurem a Javé, como todos os pobres da terra que obedecem aos seus mandamentos; procurem a justiça, procurem a pobreza. Quem sabe, assim, vocês acharão um refúgio no dia da ira de Javé.

 

 [fca6] Lc 1,38 Maria disse: «Eis a escrava do Senhor. Faça-se em mim segundo a tua palavra.» E o anjo a deixou.

 [fca7] Gn 18, 14 Por acaso, existe alguma coisa impossível para Javé? Neste mesmo tempo, no próximo ano, eu voltarei a você, e Sara já terá um filho».

 [fca8] Lc 1, 48        porque olhou para a humilhação de sua serva.

 

 [fca9] Lc 2, 35 Quanto a você, uma espada há de atravessar-lhe a alma. Assim serão revelados os pensamentos de muitos corações.»

 

 [a10] Lc 1, 28-37

 [a11] Rm 1, 5

 [a12]  Conforme  Constituição Dogmática Concílio Vaticano II « Lumen gentium » item 56

 [a13]  Santo Irineu - Hær. 3, 22, 4

 [a14] Santo Irineu - Hær. 3, 22, 4

 [a15] Conforme  Constituição Dogmática Concílio Vaticano II « Lumen gentium » item 56.

 [a16] Lc 1, 38 Maria disse: «Eis a escrava do Senhor. Faça-se em mim segundo a tua palavra.» E o anjo a deixou.

 [a17] At 1, 14 Todos eles tinham os mesmos sentimentos e eram assíduos na oração, junto com algumas mulheres, entre as quais Maria, mãe de Jesus, e com os irmãos de Jesus.

 [a18] 46 Então Maria disse:  «Minha alma proclama a grandeza do Senhor,

47        meu espírito se alegra em Deus, meu salvador,

48        porque olhou para a humilhação de sua serva. Doravante todas as gerações me felicitarão,

49        porque o Todo-poderoso realizou grandes obras em meu favor:

seu nome é santo,

50        e sua misericórdia chega aos que o temem, de geração em geração.

51        Ele realiza proezas com seu braço: dispersa os soberbos de coração,

52        derruba do trono os poderosos e eleva os humildes;

53        aos famintos enche de bens, e despede os ricos de mãos vazias.

54        Socorre Israel, seu servo, lembrando-se de sua misericórdia,

55        - conforme prometera aos nossos pais - em favor de Abraão e de sua descendência, para sempre.»

 [a19] Gl 6,2 Carreguem os fardos uns dos outros, e assim vocês estarão cumprindo a lei de Cristo.

 [a20] Conforme  Constituição Dogmática Concílio Vaticano II « Lumen gentium » item 75.

 [a21] Conforme  Constituição Dogmática Concílio Vaticano II « Lumen gentium » item 58.

 [fca22] Conforme  Constituição Dogmática Concílio Vaticano II « Lumen gentium » item 58

 [fca23] João Paulo II, Redemptoris Mater,17 : AAS 79 (1987) 381

 [fca24] João Paulo II, Redemptoris Mater,18 : AAS 79 (1987) 382-383

 [fca25] 2Cor 12, 9 Ele, porém, me respondeu: «Para você basta a minha graça, pois é na fraqueza que a força manifesta todo o seu poder.» Portanto, com muito gosto, prefiro gabar-me de minhas fraquezas, para que a força de Cristo habite em mim.